Numa sociedade em que tudo parece incerto, em que a necessidade de trabalhar é premente, até por uma questão de sobrevivência social, parece-me importante falar de algo que pode ser considerado secundário nas empresas: a felicidade.   A nível nacional, recentemente, temos verificado algumas funções potencialmente consideradas "estranhas" a surgir no Linkedin - por exemplo, Happiness Manager ou até mesmo Chief Happiness...

Read More