#1 Dellent Talk – Metodologia Scrum

 

Na semana passada, tivemos a nossa primeira DELLENT TALK.

 

Em que consiste?

 

É uma iniciativa que pretende promover a partilha de conhecimentos de áreas distintas (técnicas ou algo mais transversal), através de um momento de discussão informal, entre colaboradores e outras pessoas interessadas nessas temáticas.

 

Nesta primeira edição, decidimos falar de um tema cada vez mais discutido: a Metodologia Scrum.

 

Para isso, convidámos o nosso Scrum Master – Vitor Soares – para partilhar connosco a sua experiência.
O público era constituído por alguns dos nossos colaboradores de diferentes áreas IT mas também membros da equipa de gestão da Dellent Consulting.

Uma das razões pelas quais o público foi tão diversificado é porque, para além de ser um tema muito falado, esta metodologia de trabalho pode ser aplicada a projetos de áreas muito distintas.

Ao falar em Scrum, é importante perceber que esta metodologia se rege por vários valores, como por exemplo, auto-organização, priorização, ritmo, colaboração, transparência, coragem, foco, respeito, entre outros.

Image result for scrum

 

Trabalhar seguindo a metodologia Scrum permite ter uma outra visão sobre o trabalho – do nosso ponto de vista, uma perspetiva mais próxima da realidade. Para além disso, permite ao cliente estar mais envolvido no projeto que está a ser desenvolvido pela equipa.

 

 

O facto de todos os membros estarem a par da evolução do projeto permite que todos tenham uma visão geral e real do que estão a desenvolver. Para além disso, todos participam na gestão do mesmo!

 

Para percebermos como esta metodologia funciona, realizamos um exercício de grupo. Tínhamos uma tarefa definida – realizar aviões de papel com determinados requisitos: 10 simples e 15 com três riscos nas asas em 4 minutos. As equipas tinham que discutir sobre o processo e dividir as tarefas de forma a realizar o pedido respeitando os requisitos e o tempo estipulado (retrospetiva e planificação). No final, tínhamos que testar cada um dos aviões (Quantos voam? Quantos não voam?). Foram realizadas 3 “rondas” diferentes (os chamados “sprints”) , com requisitos diferentes. Na última ronda, os requisitos foram mudados (“o cliente já não quer aviões com riscos. Quer aviões com flores”) deitando por terra o trabalho realizado pela equipa.

 

Image result for avião de papel

Esta mudança de requisitos foi recebida com algum descontentamento por parte das equipas – alguns já tinham terminado os aviões com riscos e estavam só nessa altura a começar os aviões simples.. Mas foi explicado que isso é algo que acontece imensas vezes – o cliente muda de ideias e a equipa tem que ter a capacidade de se adaptar!

 

 

A ideia a retirar aqui é que uma equipa, seguindo uma metodologia ágil, consegue organizar-se de forma a desenvolver um projeto, de uma forma mais eficiente. É sempre necessário alguns ajustes e por vezes temos que dar passos atrás e adaptarmo-nos às mudanças de requisitos/necessidades. Essa capacidade de resiliência é claramente um ponto a favor da metodologia Scrum.

Através desta discussão em grupo sobre os lados positivos e negativos destas formas de trabalhar, conseguimos ficar com ideias interessantes para aplicar no nosso dia-a-dia.

 

Resumindo: esta primeira edição do Dellent Talk foi um SUCESSO.
Para o ano há mais!